sábado, 28 de novembro de 2020

ROSTO PRONTO

direi ao meu rosto fique pronto

olhos não se curvam

pendurados nos galhos do rosto

parecem sementes inacabadas

e furam o que cabe no círculo

ao meu rosto pronto

encaixado na paisagem

igual aos outros

porém meu

porque sem o meu corpo

é apenas uma foto

direi fique pronto

mesmo sem meu corpo

pendurado na parede

ou preso num álbum

ou guardado na memória de alguém

direi fique pronto

para se misturar com os outros

e ficar para sempre adormecido

entre os demais esquecidos

 

 

 

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

A GAITA DE VÓ LUZIA

 o cuspe de vó luzia

tinha gosto de cana

de coco

tinha gosto de saudade

do interior perdido na janela

o sopro da gaita em minha boca

o ar na mão do tamanho do mundo

a infância não tem fundo

quando temos sorte

escorregamos até chegar aqui

nessa parede ancorada na morte