quinta-feira, 30 de julho de 2020

ESPAÇO

não sei o que estou sentindo

sei que não é agora

nem ontem

o que sinto está longe do tempo

é mais espaço e ocupa

cada poro do meu corpo

a parte de fora

a parte de dentro

o que sinto no centro do corpo

o que sinto no centro do mundo

onde não me sinto


terça-feira, 14 de julho de 2020

UM ESTRANHO ANDANDO PELA CASA


hoje acordei com um estranho andando pela casa
no primeiro momento me assustei
depois me acostumei eu perceber que se tratava de um velho
eu não corria perigo
seu rosto era calmo e transmitia confiança
não tinha nada nas mãos
nem no corpo
parecia flutuar embora eu sentisse em mim
todo o peso do seu corpo
ele percorreu toda a casa
até voltar ao quarto e
rindo para mim
se escondeu no espelho

segunda-feira, 13 de julho de 2020

DESLOCAMENTO


tenho os pés
mas não sei para aonde vou
tenho as mãos
e não sei onde tocar
o que sou
nem completei um pedaço
o mundo e eu
não ocupamos o mesmo espaço


domingo, 12 de julho de 2020

OLHAR DESTELHADO



a chuva atravessa o meu olhar destelhado
e me inunda de chumbo
queria ser madeira ou escrever um poema
mas estou muito cansado para isso
permito-me à chuva
e que ela se misture com o que desejo
a maior parte vai ficar com ela
vão olhar para mim e só vão enxergar enxurrada
espero alcançar o mar
ainda com o sal das minhas lágrimas

sexta-feira, 3 de julho de 2020

HERBÁRIO



passei toda a tarde chorando
sem nenhum motivo
os olhos não precisam
eles mostram o meu lugar no mundo
o chão dos meus pés são plantas
que arranco a cada passo