sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

FERRUGEM

meu amor é feito água
água corrente enferrujada
água parada
água salgada
eu bebo todos os dias
bochecho e aspirjo no mundo
bebo num copo sem fundo

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

MADRIGAL

a borboleta corta a paisagem
sem utilizar lâmina
a paisagem ondulada
pelo vôo
empalha a borboleta na memória

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

sexta-feira, 28 de março de 2008

TALAR


as coisas provisórias
me deixam devastado

a poesia, a vida
em minhas mãos feito água
não me regam
nem matam a minha sede

contrito
me enterro por dentro
antes do tempo

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

bons antecedentes

para Leila Míccolis

papai não me bateu
mamãe não me castrou
papai currou mamãe
mamãe me abortou

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...