segunda-feira, 27 de novembro de 2017

VOSSO VENTRE

ela expulsou meu ventre
quando eu era insosso
expulsou meu ventre
quando eu saía do estado líquido para o gasoso
ela expulsou meu ventre
como o balão expulsa o ar
lambendo a labareda
provocando náuseas
no tubo do absurdo
ela expulsou meu ventre
entre dentes entrementes
eu nem era boca
enquanto pronunciava
discurso do cinema mudo
ela expulsou meu ventre
sem usar espadas
nem construir paraísos
expulsou sem usar as mãos
nem cavar juízos
nem buscar motivos
expulsou como quem come
como quem some
como quem nome
como quem deita dormente
como quem sonha ter dentes
como se eu tivesse ventre



Nenhum comentário:

BEIRA DO LUGAR

vou aonde me cabe onde me sobra aonde me cobra estar por fora vou aonde me acende onde me entende onde me aguarda estar ausente vou aonde me...