segunda-feira, 20 de agosto de 2018

OS OLHOS QUE ME VIRAM


estive pensando nos olhos que me viram
nos olhos que me guardaram
tentei viajar para o lugar
aonde esses olhos puderam me levar
não saí daqui
pareço plantado
nenhum olhar me leva para outro lado
olho para mim no espelho
nem meu olhar me carrega
sou uma prega
no canto da boca do segredo
não tenho medo
das suas palavras
são de água
daquelas que não matam a sede
mas provocam enchentes


Nenhum comentário: