sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

QUEDA



às vezes o chão me falta
debalde aciono uma asa
depois a outra
o vão me expulsa
mais pela tentativa
do que pela falta
ao solo me igualo
e me torno um horizonte
onde a falta do chão 
não me esconde

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...