quarta-feira, 8 de abril de 2020

O MAR SONHANDO COMIGO



sonho com o mar
na esperança de que ele me engula
quem sabe o sal
sabe do cheiro
sabe do azul
que o céu insiste em mover
para baixo
da minha pálpebra
escorrem essas palavras
não sei onde estavam
enquanto o mar
comigo sonhava

Um comentário:

Iri Freitas disse...

Esse poema é muito bom. Parabéns querido.