terça-feira, 11 de abril de 2017

VÉRTEBRA

nunca vou te tocar
nem em sonho te sonhar
nunca vou te sangrar
nem a pele despetalar
nunca vou te entrar
mesmo dentro vou voar
mesmo sendo
mesmo intenso nunca sou
nunca vou
nunca voo
nunca vou te mostrar
como sou
ao tocar


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...