sexta-feira, 13 de outubro de 2017

NO VINCO DO MUNDO



um homem sozinho
constrói pontes de papel
e ao mesmo tempo
é o rio e o céu
escorre e viaja
seu peito sonoro
divide a tarde
em várias partes
o passarinho guardado nada
o peixe flutua no ar
no vinco do mundo
a sua face
parece acordada
num sonho
à procura de uma cabeça

Nenhum comentário: