terça-feira, 26 de dezembro de 2017

LADOS



o peso do meu corpo desse lado
a vida do outro
intenções no meio
do lado direito asfalto
do esquerdo nem me conte
se havia um coração
agora aos pedaços
mão estendida à espera
de um pedaço de não
que só aparece completo
maior que a palma
derrama ao redor
até formar esse mar

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...