segunda-feira, 21 de maio de 2018

ESTOCÁSTICO


quanto mais me aproximo da morte
menos tenho pressa
quem já bebeu água no deserto
sabe do que estou falando
quem já moveu sem saber onde pesa
quem já se deixou lavar pela sonda
agradeceu ao pulso pelo sangue derramado
ao corpo a dor sentida
quem já falou
sem atualizar a garganta
e com esse gesto
produziu borboletas ao invés de palavras
sabe da primavera dos voos
entre migalhas
sabe do que estou faltando


Nenhum comentário: