sexta-feira, 27 de setembro de 2019

O FABRICANTE DE CÉUS


o poeta exala estrelas
quando fala
exala o céu
quando cala
as estrelas e o céu do poeta
não se encontram em nenhum momento
cabe ao poeta
criar com suas palavras
outros firmamentos

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...