quinta-feira, 10 de outubro de 2019

DEDO EM FLOR


meu dedo nasceu num jardim
sozinho
nem parecia um dedo
parecia um pedaço do medo
que fugia da mão subterrânea
mesmo assim continuou crescendo
e agora aponta para o céu
na sua unha o mundo refletido
o mundo sem sentido
espalha o azul ao redor do dedo
poderia ser outra cor
mas escolheu a cor que acorda mais cedo
assim o sonho do dedo
logo se acaba

Nenhum comentário: