segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

INVISÍVEL

enxergo o impossível
quando estou invisível
enxergo o final do poema
sem a minha presença
meu corpo não acompanha
o calor do meu coração
e mesmo invisível se mostra
da maneira que eu imaginava

Nenhum comentário: