quinta-feira, 13 de agosto de 2015

SE HOUVESSE FUTURO

a rua atravessa o corpo
em passos largos
como se fugisse das curvas
que caem aos pedaços
e deixam poças abertas
por onde outros corpos fogem
como se houvesse futuro


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...