terça-feira, 14 de julho de 2020

UM ESTRANHO ANDANDO PELA CASA


hoje acordei com um estranho andando pela casa
no primeiro momento me assustei
depois me acostumei eu perceber que se tratava de um velho
eu não corria perigo
seu rosto era calmo e transmitia confiança
não tinha nada nas mãos
nem no corpo
parecia flutuar embora eu sentisse em mim
todo o peso do seu corpo
ele percorreu toda a casa
até voltar ao quarto e
rindo para mim
se escondeu no espelho

Um comentário:

Poética por toda parte disse...

Divagando na leitura desse poema... É maravilhoso.