quarta-feira, 4 de agosto de 2010

EM BRANCO

o punho cerrado
que esperava o meu rosto
para o soco
transformei em tronco
onde brotei meus galhos
minhas flores meus frutos
agora não tenho escolha
aos socos futuros
e às palavras
ofereço minhas folhas

Nenhum comentário: