sexta-feira, 1 de outubro de 2010

ANTES DAS FLORES

a rosa na mão
e a amplidão do destino
desfolhou sorrisos
mesmo sendo inteiro
deixou-se levar
ao fim que não buscava
o botão da mão
abriu-se em homem

Nenhum comentário: