terça-feira, 26 de outubro de 2010

FASTIO (POÉTICA)

querem palavras mastigadas
ofereço círculos na entranha
minha alma jogada tocando a superfície
é mais que o silêncio
querem palavras mastigadas
e eu nem engulo
querem palavras digerir
quero palavras de gerar
relva
lago
ordem
tudo perfeitamente
fora do lugar

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida usa palavras e delas se defende se transforma em estátua quand...