quinta-feira, 1 de novembro de 2012

APARELHO DA TARDE

o sol desceu
com os pés
atolados na chuva
a sombra
sob a água
os dedos esquecidos
dentro de
um aparelho
parecido com
a tarde
que tremeu
e quem não temeria

Nenhum comentário: