terça-feira, 3 de junho de 2014

ENXUGANDO O CÉU

puxei a toalha
o suficiente para enxugar o rosto
não percebi que a ponta da toalha
estava presa ao céu
estava azul naquele dia
e enxuguei meu rosto
e o meu rosto
enxugou o céu
ao mesmo tempo


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...