quinta-feira, 6 de novembro de 2014

PÁTIO DO MEDO

no meio
do pátio do medo
furei a coragem
bem no olho
interrompi a miragem
desencadeei esse sopro
mais de água que de ar
escorri pelo buraco do olho
juntamente com o lugar


Nenhum comentário:

BEIRA DO LUGAR

vou aonde me cabe onde me sobra aonde me cobra estar por fora vou aonde me acende onde me entende onde me aguarda estar ausente vou aonde me...