quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

LONGE O CORPO

de longe sinto
o corpo a soar
enxergam suor onde há música
a alma dança do lado de fora
como se não houvesse memória
e cada instante fosse necessário


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...