sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

VALA

a tristeza abriu uma vala
debaixo do meu olho
a vala é do tamanho do oceano
vejo mais de perto os naufrágios
todos os dias sob a pele
construo um novo cais


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...