quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

CASA DE PELE


minha casa de pele
não permite passagens
morar é para sempre ou passado
por dentro do sangue enervado
por dentro do músculo enraizado
movimento limitado ao pensamento
que vai até onde a casa pede
um lugar sem presente
sem alicerce para os dentes
construir sorrisos disfarçados
ou morder sem o apetite adequado
minha casa de pele
não tem cor não tem porta nem janelas
vai ter que me sangrar
quem quiser entrar por ela

Um comentário:

Giselle Barbosa Lima disse...

Muito forte: vai ter que me sangrar pra entrar por ela.
Acho que não tem como entrar, quem gosta nunca quer abrir uma ferida que faça sangrar ou doer. Ficar na superfície até q se abra uma fenda.