terça-feira, 21 de agosto de 2012

ACENOS


um céu retorcido de arames
protege o sol dos nossos olhos
alavancas turvas abraçam nossas pernas
areia afogada sob o mar
todos esses corpos
com os braços erguidos
acenam como se a despedida
tornasse o azul mais possível
no entanto outras cores
submerge tudo


Nenhum comentário: