terça-feira, 21 de agosto de 2012

AUSENTE

e se te mostrarem o quarto vazio
com os pés da cama pendurados pela janela
as roupas enforcadas nas cortinas
os papéis de parede em adiantado
estado de putrefação
e a tua voz permanecer oculta
mesmo envolvida num grito
e o teu gesto chegar depois do gesto
de uma estátua
e o teu pensamento cansado
de tanto preencher paisagens
e o teu corpo guardado
dentro das tuas malas
mesmo assim não entenderás
a tua presença


Nenhum comentário: