terça-feira, 21 de agosto de 2012

OUTRO

não olhes para mim
se estás ai dentro
não fui eu quem te introduziu
nem me perguntes pela saída
se eu soubesse já teria fugido
olhas quando olho
desapareces quando desapareço
querias estar ao meu lado
mas tens medo
no fundo queres me socar
mas socar o meu rosto
só vai provocar a quebra do espelho

Nenhum comentário: