terça-feira, 9 de outubro de 2012

BOCA VAZIA

nada cruza
o céu da minha boca
nem a minha fala
cuspo as estrelas
evito comê-las
sem que o céu caiba

Nenhum comentário: