terça-feira, 30 de outubro de 2012

CORAGEM

não podendo tomar
algo mais forte
resolveu tomar coragem
o gole seco
irrompeu os caminhos
explodiu em luzes
tanta claridade
vomitaria o sol
se houvesse boca
escalaria o dia
se houvesse unhas
tão calmas estrelas
quase um céu apagado
não se mostrasse a escuridão
seria esquecida

Nenhum comentário: