quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

PROVISÕES

morrerei dentro de trinta anos
provavelmente
talvez eu morra amanhã
ou depois de escrever esta página
talvez eu esteja morto e nem saiba
há trinta anos atrás
eu não pensaria dessa maneira
a vida nem me enxergava
o tempo
cílio pregado errado no meu olho
atravessava a minha escura calma
o tempo
que nada tem me ensinado nos
deixa amontoado
no passado

Nenhum comentário: