quarta-feira, 20 de agosto de 2014

FRIO DA PÁGINA

aos poucos tento
equilibrar as palavras
ao fio da página
algumas mais gordas
outras mais magras
as palavras esperam alimentos
que desconhecemos
as expomos como se algo
tivéssemos a ser exposto
os outros desconhecem
os nossos vazios
que procuramos
preencher com palavras
que aos poucos
sendo entendidas
(a maioria não)
adentrem ao nosso vazio
como se o entender do outro
nos alimentasse

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...