sexta-feira, 19 de junho de 2015

VITRÔ



acordo enjoado
o falo de ferro divide o espaço da janela
acredito que um francês consciente
está de saco cheio de ver a torre Eiffel
vejo há dois dias e já me sinto empalado
divido um grito por toda a cidade
sobram vogais num canto da boca
fico sem palavras

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida usa palavras e delas se defende se transforma em estátua quand...