quinta-feira, 30 de julho de 2009

desconhecida


na ponta do pés
e não consigo alcançar meu coração
ele subiu na esperança de enxergar
alguém que nunca mais vai voltar
meu corpo apodrece antes de mim
apodrece antes do meu fim
raizes atravessam o meu corpo
prova que ainda não estou morto
não sei o que buscam essas raízes
regadas por lágrimas
enquanto isso vou nascendo
antes de me tornar semente

Nenhum comentário: