quarta-feira, 21 de julho de 2010

NOTURNO

o pedaço que falta
da poesia
não tem autorização
para funcionar
durante o dia

o pedaço que falta
da poesia
acende a noite
porém não cabe
na minha mão
apenas queima
a minha escuridão

Nenhum comentário: