quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ARDÊNCIAS

o outro
que me olha
sem os olhos
sem tato
sabe que não sou
faço
arder por dentro
pelos lados
só me resta o amor
que cabe em mim
sem arder

Nenhum comentário: