segunda-feira, 20 de setembro de 2010

ASSÉDIO

não digo não
ao não
aceito o assédio
vitupério
em tua mão
envolvo a minha carne
ergo o meu caule
no teu centro
empalho meu gameta
qual um fauno

Nenhum comentário: