quarta-feira, 1 de setembro de 2010

LEITO

bebemos o rio
sem engolir o leito
despetalamos
e morremos flor
se somos
não sabemos
quando somos
sentimos
e o sentimento não nos cabe
a poesia acaba
e nunca sabe

Nenhum comentário: