quinta-feira, 10 de maio de 2012

JARDINS SUSPENSOS


sem palavras
suspendo os jardins
mas as flores não caem
irrigo o vazio
com o que crio


Nenhum comentário: