terça-feira, 22 de maio de 2012

NO ESCURO

poucas coisas
proliferam no escuro
a poesia é uma delas
a poesia não precisa de luz
usa o barulho para se aquecer
a poesia não se move
remove quem se põe a ler

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...