quarta-feira, 27 de março de 2013

NÚMERO

o azul do mar e o sal
o azul do céu e a queda
o azul do sul e o chão
desacatam o verde
verto que me querem
converto quem me quer
e quem quiser contar comigo
conte como um número
eu sou o último da cadeia infinita
se começar a me escrever agora
talvez ainda termine nessa vida

Nenhum comentário: