quarta-feira, 6 de março de 2013

PERDEMOS

perdemos a paz
perdemos os pais
perdemos perdemos
perdemos tempo
perdemos objetos
perdemos o que não temos
perdemos tudo
perdemos absurdos
perdemos nem percebemos
perdemos apenas perdemos

Nenhum comentário:

SEDE

 um poema escrito na água cumpre sua função  de sede