quarta-feira, 8 de abril de 2015

CRISTALEIRA

às vezes eu me sinto uma cristaleira
todos estão vendo o que está aqui dentro
objetos de vidro
delicado manejo
mas estou lá no canto da sala
esquecido como uma cristaleira
onde todos sabem o que tem dentro
mas poucos tem coragem de tocar

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...