segunda-feira, 29 de março de 2010

ABRIGO

quem beija sozinho
não deixa marcas
o chão se abre
para os solitários
mas a queda é rasa
os ossos nem precisam
ser recolhidos
tornam-se casa

Nenhum comentário: