quinta-feira, 17 de agosto de 2017

CORPO PRECISO

não busco paixões
tenho o corpo que preciso
conheço todos os pontos
minhas mãos não tem ossos
tem sombra asa e fundo
onde toco me sei
onde esporro não sei
talvez em algum lugar
depois do mundo
em algum lugar onde gerar
não signifique o fim

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...