sexta-feira, 25 de agosto de 2017

TÉDIO SEM REMÉDIO

se eu me jogar do prédio
vai ser um tédio
formigas vão chegar antes do incêndio
calçadas vão se afogar
flores vão se enfileirar na porta
desvios inesperados vão atrasar beijos
remediar tristezas sem a goela
melhor fechar a janela
respirar o mofo do infinito
deixar o tempo atento
testar um grito
e transformar em versos

Nenhum comentário: