sexta-feira, 25 de agosto de 2017

SONO SALGADO

não quero mais saber do mar
o sal que carrego é o suficiente
as ondas me transformaram nesse braço de rio
em cujo leito não cabe o sonho do oceano

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...