sexta-feira, 11 de setembro de 2009

COMUNHÃO DE MALES

a minha dor
a ti me pertence
a tua dor
a mim te pertence


o fio tênue

que nos une
tenso

alonga-se
quase

desfazendo-se
quase
partindo
para sempre
outros fios
que vão
nascendo

 

 

 

 

 


Nenhum comentário:

SEDE

 um poema escrito na água cumpre sua função  de sede