sexta-feira, 4 de setembro de 2009

portas abertas


um rosto é muito pouco
um corpo é muito pouco
um dente
uma semente
uma solidão dormente
tudo muito pouco
um sorriso abre a porta
e você sai
para dentro do mundo
e num segundo
o mundo não está mais

Nenhum comentário: