segunda-feira, 21 de setembro de 2009

haldol ou dor




como se não bastasse
o pai
e o filho
o espírito tanto
fez
que me trancou 
por fora
ou me escancarou


a cama de pregos
fere o sono
e o sangue
com a gula
de quem vive
ou morre
pela metade
me sacode
pra fechar os olhos
e procurar na face
a lucidez perdida

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida usa palavras e delas se defende se transforma em estátua quand...